terça-feira, 24 de setembro de 2013

"Papai... dói"

 Recebi essa mensagem por e-mail e fiquei muito chocada, pois é muito triste saber que tantas crianças são vitimas não de estranhos, mas de seus próprios familiares. Isso é cruel, isso acontece porque as pessoas hoje em dia não tem nada de Deus em seus corações, e, preferem descontar seus fracassos, frustrações em um ser que não tem como se defender, mas se esquece de um detalhe: o Criador de todas as coisas e de todos nós está vendo tudo e com certeza será feito justiça. Deus cuida e livra nossas crianças desses monstros.

“Papai... Dói"



Esta é uma história verdadeira e 


Meu nome é Chris, Estou com três anos, Meus olhos estão inchados .. Eu não posso ver. 





Eu devo ser estúpida, Eu devo ser má, O que eu poderia ter feito para  Meu pai ficar tão bravo?
Eu gostaria de ser melhor, Eu desejo não estar tão feia, Então, talvez a minha mãe, Será que ainda querem me abraçar.
Eu não posso fazer algo errado, Eu não posso falar nada, Ou então eu fico presa, Durante todo o dia.
Quando estou acordada, Eu estou sozinha, A casa está escura, Meus pais não estão em casa. 

Quando minha mãe vier para casa, Vou tentar ser agradável, Então, talvez eu consiga, Uma noite só com chicotadas. 




Acabei de ouvir um carro. Meu pai está de volta Do Charlie's bar 





Eu  já ouvi ele amaldiçoando Meu nome é chamado, Eu me aperto, Contra a parede.
Eu tento esconder-me, De seus olhos  Tenho tanto medo agora, Eu estou começando a chorar. 





Ele encontra-me a chorar, Chama com um monte de palavras feias, Ele diz que tudo é culpa minha, Ele sofre muito no trabalho. 





Ele bate e bate
E grita comigo ainda mais, Eu finalmente vejo-me livre, E corro para a porta. 





Ele já fez o bloqueio, E eu começo a gritar, Ele me leva e joga-me, Contra a parede. 





Eu caio no chão, Com os meus ossos quase partidos, E meu pai continua, Com mais palavrões. 




"Sinto muito!", Eu grito, 

Mas agora é tarde demais, 
Seu rosto fica retorcido, 
Em uma forma inimaginável. 



E magôa e chuta, 
Novamente e novamente 
Por favor, Ó Deus, tem misericórdia! 
O por favor, faz isso acabar! 

E finalmente ele pára, 

E se dirige para a porta, 
Enquanto eu estava ali, imóvel, 
Esparramada no chão. 



Meu nome é Chris, 
Estou com três anos, 
Esta noite meu pai, 
Matou-me. 



E tu podes ajudar, 
Enjoa-me a alma , 
Se leres isso, 
E não transmitires. 

 Eu oro pelo teu perdão, 

Terias que ser 
Uma pessoa sem coração, 
Não ser afectado, 
Por este poema. 
E porque és afetado, 

Faz algo sobre isso! 
Então tudo que eu te peço
É passares esta mensagem! 
   Se és contra pederastia, pedofilia e

violência infantil! 

Escreve isso como "Papai ... Dói" 




Pelo menos cinco crianças a cada dia, 
morrem por algum tipo de abuso !!