quinta-feira, 22 de agosto de 2013

Só Deus pode dar o veredicto!!!

Eu lhe peço que venha logo para amaldiçoar esse povo, pois eles são mais poderosos do que eu. Talvez assim eu possa derrotá-los e expulsá-los daqui. Eu sei que, quando você abençoa alguém, esse alguém fica abençoado e, se você amaldiçoa, fica amaldiçoado."Deus disse a Balaão: - Não vá com eles, nem amaldiçoe o povo de Israel, pois é um povo abençoado. Números 22: 6 e 12.

Bom dia Amados, que Deus possa falar contigo através dessa mensagem, pois estou lendo o livro de números, e, embora seja um livro que considero um pouco difícil de entender devido a muitos detalhes, estou encontrando muitas palavras que falam ao meu coração...
Amados nesse texto, aliás, nesse capítulo Balaque pede a Balaão que amaldiçoe o povo de Israel, porém, como um homem de Deus que Balaão era, foi e falou com Deus, porém Ele não amaldiçoou o povo, pois disse que era um povo abençoado, e, isso se você ler os capítulos seguintes verá que Deus abençoou três povos que Balaque pediu para ser amaldiçoado.
Amados o que aprendo com isso? Não adianta querermos amaldiçoar alguém com nossas palavras, ou pedir a Deus que amaldiçoe ou que algo não vá bem para nosso próximo, pois o poder da palavra estão com Deus, Ele bate o martelo e diz o veredicto e não somos nós. Tudo bem que nossas palavras tem muito poder no mundo espiritual, mas quem decide o final é Deus, e sempre será Ele. Por isso que tudo que pedimos a Deus, se Ele julga não merecermos ou não ser o momento certo de receber, Ele não nos dará, pois sabe o que é melhor para nossas vidas melhor que ninguém.
E não adianta reclamarmos, pois é como um filho que pede um patinete aos pais, e esses sabem que se der o filho vai cair e se arrebentar todo, então, ele dará? Não, porque sabe o que é melhor ao seu filho, e, no momento certo, na idade correta ele até poderá mudar de idéia. Com Deus não é diferente, pois Ele é nosso Pai e sabe o que é melhor aos seus filhos,que somos nós...
Um dia uma pessoa me disse que nós temos o poder de amaldiçoar ou abençoar alguém e como na época uma pessoa de sua igreja se recusou a ajudá-la, ela disse que havia amaldiçoado aquele pessoa, como se fosse Deus. Achei isso o cumulo do absurdo, imagine se Deus permitiria isso. Como o ser humano é maldoso imagina a confusão que iria dar isso. Deus não é doido amados, e, coitado que pensa ter esse poder... O fato de nossas palavras terem poder não significa que temos o poder de batermos o martelo e dizer sim a tudo ou não ao que desejarmos, não funciona assim.
A palavra nos diz que temos que trazer a existência coisas boas, então se eu digo palavras de derrota pra minha vida, será difícil eu vencer, concorda, mas não que eu tenha o poder de alterar a decisão de Deus...